18.7.10

Dízimos e ofertas

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança.” (Malaquias 3:10)

DEFINIÇÃO DE DÍZIMOS E OFERTAS

A palavra hebraica para “dízimo” (ma'aser) significa literalmente “a décima parte”.

(1) Na Lei de D'us, os israelitas tinham a obrigação de entregar a décima parte das crias dos animais domésticos, dos produtos da terra e de outras rendas como reconhecimento e gratidão pelas bênçãos divinas.

“Também todas as dízimas do campo, da semente do campo, do fruto das árvores são do Senhor; santas são ao Senhor. No tocante a todas as dízimas de vacas e ovelhas, de tudo o que passar debaixo da vara, o dízimo será santo ao Senhor.” (Lv 27:30,32)

Dt 14:22-29 “Certamente darás os dízimos de toda a novidade da tua semente, que cada ano se recolher do campo. E, perante o Senhor, teu D'us, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu cereal, do teu mosto, do teu azeite e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor, teu D'us, todos os dias. E, quando o caminho te for tão comprido, que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o Senhor, teu D'us, para ali pôr o seu nome, quando o Senhor, teu D'us, te tiver abençoado, então, vende-os, e ata o dinheiro na tua mão, e vai ao lugar que escolher o Senhor, teu D'us. E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o Senhor, teu D'us, e alegra-te, tu e a tua casa; porém não desampararás o levita que está dentro das tuas portas; pois não tem parte nem herança contigo.
Ao fim de três anos, tirarás todos os dízimos da tua novidade no mesmo ano e os recolherás nas tuas portas.
Então, virá o levita (pois nem parte nem herança tem contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão, para que o Senhor, teu D'us, te abençoe em toda a obra das tuas mãos, que fizeres.”

O dízimo era usado primariamente para cobrir as despesas do culto e o sustento dos sacerdotes. Deus considerava o seu povo responsável pelo manejo dos recursos que Ele lhes dera na terra prometida.

Nm 18:21,26 “E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo seu ministério que exercem, o ministério da tenda da congregação. Também falarás aos levitas e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado em vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao Senhor: o dízimo dos dízimos.”

(2) No âmago do dízimo, achava-se a idéia de que D'us é o dono de tudo.

Êx 19:5 “agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então, sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha.”

Sl 24:1 “Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.”

Sl 50:10-12 “Porque meu é todo animal da selva e as alimárias sobre milhares de montanhas. Conheço todas as aves do montes; e minhas são todas as feras do campo. Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.”

Ag 2:8 “Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos.”

Os seres humanos foram criados por Ele, e a Ele devem o fôlego de vida.

Gn 1:26,27 “E disse D'us: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra. E criou D'us o homem à sua imagem; à imagem de D'us o criou; macho e fêmea os criou.”

At 17:28 “Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como também alguns dos vossos poetas disseram: Pois somos também sua geração.”

Sendo assim, ninguém possui nada que não haja recebido originalmente do Senhor.

Jó 1:21 “e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor.”

Jo 3:27 “João respondeu e disse: O homem não pode receber coisa alguma, se lhe não for dada do céu.”

1Co 4:7 “Porque que te diferença? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te glorias como se não o houveras recebido?”

Nas leis sobre o dízimo, D'us estava simplesmente ordenando que os seus lhe devolvessem parte daquilo que Ele já lhes tinha dado.

(3) Além dos dízimos, os israelitas eram instruídos a trazer numerosas oferendas ao Senhor, principalmente na forma de sacrifícios. Levítico descreve várias oferendas rituais: o holocausto.

Lv 6:8-13 “Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Dá ordem a Arão e a seus filhos, dizendo: Esta é a lei do holocausto; o holocausto será queimado sobre o altar toda noite até pela manhã, e o fogo do altar arderá nele. E o sacerdote vestirá a sua veste de linho, e vestirá as calças de linho sobre a sua carne, e levantará a cinza, quando o fogo houver consumido o holocausto sobre o altar, e a porá junto ao altar.
Depois, despirá as sua vestes, e vestirá outras vestes, e levará a cinza fora do arraial para um lugar limpo.
O fogo, pois, sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele queimará a gordura das ofertas pacíficas.
O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará.”

a oferta de manjares.

Lv 6:14-23 “ E esta é a lei da oferta de alimentos: os filhos de Arão a oferecerão perante o SENHOR diante do altar. E dela tomará um punhado da flor de farinha, da oferta e do seu azeite, e todo o incenso que estiver sobre a oferta de alimentos; então o acenderá sobre o altar, cheiro suave é isso, por ser memorial ao SENHOR. E o restante dela comerão Arão e seus filhos; ázimo se comerá no lugar santo, no pátio da tenda da congregação o comerão. Levedado não se cozerá; sua porção é que lhes dei das minhas ofertas queimadas; coisa santíssima é, como a expiação do pecado e como a expiação da culpa.
Todo o homem entre os filhos de Arão comerá dela; estatuto perpétuo será para as vossas gerações das ofertas queimadas do SENHOR; todo o que as tocar será santo. “

a oferta pacífica.

Lv 7:11-21 “E esta é a lei do sacrifício pacífico que se oferecerá ao SENHOR: Se o oferecer por oferta de ação de graças, com o sacrifício de ação de graças, oferecerá bolos ázimos amassados com azeite; e coscorões ázimos amassados com azeite; e os bolos amassados com azeite serão fritos, de flor de farinha.
Com os bolos oferecerá por sua oferta pão levedado, com o sacrifício de ação de graças da sua oferta pacífica. E de toda a oferta oferecerá uma parte por oferta alçada ao SENHOR, que será do sacerdote que espargir o sangue da oferta pacífica. Mas a carne do sacrifício de ação de graças da sua oferta pacífica se comerá no dia do seu oferecimento; nada se deixará dela até à manhã. E, se o sacrifício da sua oferta for voto, ou oferta voluntária, no dia em que oferecer o seu sacrifício se comerá; e o que dele ficar também se comerá no dia seguinte; E o que ainda ficar da carne do sacrifício ao terceiro dia será queimado no fogo. Porque, se da carne do seu sacrifício pacífico se comer ao terceiro dia, aquele que a ofereceu não será aceito, nem lhe será imputado; coisa abominável será, e a pessoa que dela comer levará a sua iniquidade. E a carne que tocar alguma coisa imunda não se comerá; com fogo será queimada; mas da outra carne, qualquer que estiver limpo, comerá dela.
Porém, se alguma pessoa comer a carne do sacrifício pacífico, que é do SENHOR, tendo ela sobre si a sua imundícia, aquela pessoa será extirpada do seu povo. E, se uma pessoa tocar alguma coisa imunda, como imundícia de homem, ou gado imundo, ou qualquer abominação imunda, e comer da carne do sacrifício pacífico, que é do SENHOR, aquela pessoa será extirpada do seu povo.”

a oferta pelo pecado.

Lv 6:24-30 “Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala a Arão e a seus filhos, dizendo: Esta é a lei da expiação do pecado; no lugar onde se degola o holocausto se degolará a expiação do pecado perante o SENHOR; coisa santíssima é.
O sacerdote que a oferecer pelo pecado a comerá; no lugar santo se comerá, no pátio da tenda da congregação.
Tudo o que tocar a carne da oferta será santo; se o seu sangue for espargido sobre as vestes de alguém, lavarás em lugar santo aquilo sobre o que caiu. E o vaso de barro em que for cozida será quebrado; porém, se for cozida num vaso de cobre, esfregar-se-á e lavar-se-á na água.
Todo o homem entre os sacerdotes a comerá; coisa santíssima é. Porém, não se comerá nenhuma oferta pelo pecado, cujo sangue se traz à tenda da congregação, para expiar no santuário; no fogo será queimada.

e a oferta pela culpa.

Lv 7:1-10 “E esta é a lei da expiação da culpa; coisa santíssima é.
No lugar onde degolam o holocausto, degolarão a oferta pela expiação da culpa, e o seu sangue se espargirá sobre o altar em redor. E dela se oferecerá toda a sua gordura; a cauda, e a gordura que cobre a fressura.
Também ambos os rins, e a gordura que neles há, que está junto aos lombos, e o redenho sobre o fígado, com os rins se tirará; E o sacerdote os queimará sobre o altar em oferta queimada ao SENHOR; expiação da culpa é.
Todo o varão entre os sacerdotes a comerá; no lugar santo se comerá; coisa santíssima é.
Como a expiação pelo pecado, assim será a expiação da culpa; uma mesma lei haverá para elas; será do sacerdote que houver feito propiciação com ela.
Também o sacerdote, que oferecer o holocausto de alguém, terá para si o couro do holocausto que oferecer. Como também toda a oferta que se cozer no forno, com tudo que se preparar na frigideira e na caçoula, será do sacerdote que a oferecer. Também toda a oferta amassada com azeite, ou seca, será de todos os filhos de Arão, assim de um como de outro.”

(4) Além das ofertas prescritas, os israelitas podiam apresentar outras ofertas voluntárias ao Senhor. Algumas destas eram repetidas em tempos determinados.

Lv 22:17-23 “Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Fala a Arão, e a seus filhos, e a todos os filhos de Israel e dize-lhes: Qualquer que, da casa de Israel ou dos estrangeiros em Israel, oferecer a sua oferta, quer dos seus votos, quer das suas ofertas voluntárias, que oferecerem ao Senhor em holocausto, segundo a sua vontade, oferecerá macho sem mancha, das vacas, dos cordeiros ou das cabras. Nenhuma coisa em que haja defeito oferecereis, porque não seria aceita a vosso favor. E, quando alguém oferecer sacrifício pacífico ao Senhor, separando das vacas ou das ovelhas um voto ou oferta voluntária, sem mancha será, para que seja aceito; nenhum defeito haverá nele.
O cego, ou quebrado, ou aleijado, ou verrugoso, ou sarnoso, ou cheio de impigens, este não oferecereis ao Senhor e deles não poreis oferta queimada ao Senhor sobre o altar. Porém boi ou gado miúdo, comprido ou curto de membros, poderás oferecer por oferta voluntária, mas por voto não será aceito.”

Nm 15:3 “e ao Senhor fizerdes oferta queimada, holocausto, ou sacrifício para lhe cumprir um voto, ou em oferta voluntária, ou nas vossas solenidades, para ao Senhor fazer um cheiro suave de ovelhas ou vacas,”

Dt 12:6 “E ali trareis os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta alçada da vossa mão, e os vossos votos, e as vossas ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas.”

ao passo que outras eram ocasionais. Quando, por exemplo, os israelitas empreenderam a construção do Tabernáculo no monte Sinai, trouxeram liberalmente suas oferendas para a fabricação da tenda e de seus móveis.

Êx 35:20-29 “Então toda a congregação dos filhos de Israel saiu da presença de Moisés, e veio todo o homem, a quem o seu coração moveu, e todo aquele cujo espírito voluntariamente o excitou, e trouxeram a oferta alçada ao SENHOR para a obra da tenda da congregação, e para todo o seu serviço, e para as vestes santas.
Assim vieram homens e mulheres, todos dispostos de coração; trouxeram fivelas, e pendentes, e anéis, e braceletes, todos os objetos de ouro; e todo o homem fazia oferta de ouro ao SENHOR; E todo o homem que se achou com azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino, e pelos de cabras, e peles de carneiro tintas de vermelho, e peles de texugos, os trazia; Todo aquele que fazia oferta alçada de prata ou de metal, a trazia por oferta alçada ao SENHOR; e todo aquele que possuía madeira de acácia, a trazia para toda a obra do serviço.
E todas as mulheres sábias de coração fiavam com as suas mãos, e traziam o que tinham fiado, o azul e a púrpura, o carmesim e o linho fino.
E todas as mulheres, cujo coração as moveu em habilidade fiavam os pelos das cabras.
E os príncipes traziam pedras de ônix e pedras de engastes para o éfode e para o peitoral, e especiarias, e azeite para a luminária, e para o azeite da unção, e para o incenso aromático.
Todo homem e mulher, cujo coração voluntariamente se moveu a trazer alguma coisa para toda a obra que o SENHOR ordenara se fizesse pela mão de Moisés; assim os filhos de Israel trouxeram por oferta voluntária ao SENHOR.”

Ficaram tão entusiasmado com o empreendimento, que Moisés teve de ordenar-lhes que cessassem as oferendas.

Êx 36:3-7 “Estes receberam de Moisés toda a oferta alçada, que trouxeram os filhos de Israel para a obra do serviço do santuário, para fazê-la, e ainda eles lhe traziam cada manhã ofertas voluntárias.
E vieram todos os sábios, que faziam toda a obra do santuário, cada um da obra que fazia, e falaram a Moisés, dizendo: O povo traz muito mais do que basta para o serviço da obra que o SENHOR ordenou se fizesse. Então mandou Moisés que proclamassem por todo o arraial, dizendo: Nenhum homem, nem mulher, faça mais obra alguma para a oferta alçada do santuário. Assim o povo foi proibido de trazer mais, porque tinham material bastante para toda a obra que havia de fazer-se, e ainda sobejava.”

Nos tempos de Joás, o sumo sacerdote Joiada fez um cofre para os israelitas lançarem as ofertas voluntárias a fim de custear os consertos do templo, e todos contribuíram com generosidade.

2Rs 12:9,10 “Porém o sacerdote Joiada tomou uma arca, e fez um buraco na tampa, e a pôs ao pé do altar, à mão direita dos que entravam na Casa do Senhor; e os sacerdotes que guardavam a entrada da porta depositavam ali todo o dinheiro que se trazia à Casa do Senhor.
Sucedeu, pois, que, quando viram que já havia muito dinheiro na arca, o escrivão do rei subia com o sumo sacerdote, e contavam e ensacavam o dinheiro que se achava na Casa do Senhor.”

Semelhantemente, nos tempos de Ezequias, o povo contribuiu generosamente às obras da reconstrução do templo.

2Cr 31:5-19 “E, depois que se divulgou esta ordem, os filhos de Israel trouxeram muitas primícias de trigo, mosto, azeite, mel, e de todo o produto do campo; também os dízimos de tudo trouxeram em abundância.
E os filhos de Israel e de Judá, que habitavam nas cidades de Judá, também trouxeram dízimos dos bois e das ovelhas, e dízimos das coisas dedicadas que foram consagradas ao SENHOR seu Deus; e fizeram muitos montões.
No terceiro mês começaram a fazer os primeiros montões; e no sétimo mês acabaram.
Vindo, pois, Ezequias e os príncipes, e vendo aqueles montões, bendisseram ao SENHOR e ao seu povo Israel. E perguntou Ezequias aos sacerdotes e aos levitas acerca daqueles montões. E Azarias, o sumo sacerdote da casa de Zadoque, lhe respondeu, dizendo: Desde que se começou a trazer estas ofertas à casa do SENHOR, temos comido e temos fartado, e ainda sobejou em abundância; porque o SENHOR abençoou ao seu povo, e sobejou esta abastança.
Então ordenou Ezequias que se preparassem câmaras na casa do SENHOR, e as prepararam. Ali recolheram fielmente as ofertas, e os dízimos, e as coisas consagradas; e tinham cargo disto Conanias, o levita principal, e Simei, seu irmão, o segundo. E Jeiel, Azarias, Naate, Asael, Jerimote, Jozabade, Eliel, Ismaquias, Maate, e Benaia, eram superintendentes sob a direção de Conanias e Simei, seu irmão, por mandado do rei Ezequias, e de Azarias, líder da casa de Deus. E Coré, filho de Imna, o levita, porteiro do lado do oriente, estava encarregado das ofertas voluntárias que se faziam a Deus, para distribuir as ofertas alçadas do SENHOR e as coisas santíssimas.
E debaixo das suas ordens estavam Éden, Miniamim, Jesua, Semaías, Amarias e Secanias, nas cidades dos sacerdotes, para distribuírem com fidelidade a seus irmãos, segundo as suas turmas, tanto aos pequenos como aos grandes; Exceto os que estavam contados pelas genealogias dos homens, da idade de três anos para cima, a todos os que entravam na casa do SENHOR, para a obra de cada dia no seu dia, pelo seu ministério nas suas guardas, segundo as suas turmas.
Quanto ao registro dos sacerdotes foi ele feito segundo as suas famílias, e o dos levitas, da idade de vinte anos para cima, foi feito segundo as suas guardas nas suas turmas;
Como também conforme às genealogias, com todas as suas crianças, suas mulheres, e seus filhos, e suas filhas, por toda a congregação. Porque com fidelidade estes se santificavam nas coisas consagradas.
Também dentre os filhos de Arão, os sacerdotes, que estavam nos campos dos arrabaldes das suas cidades, em cada cidade, havia homens que foram designados pelos seus nomes para distribuírem as porções a todo o homem entre os sacerdotes e a todos os que estavam contados entre os levitas.”

(5) Houve ocasiões na história do Antigo Testamento em que o povo de D'us reteve egoisticamente o dinheiro, não repassando os dízimos e ofertas regulares ao Senhor. Durante a reconstrução do segundo templo, os judeus pareciam mais interessados na construção de suas propriedades, por causa dos lucros imediatos que lhes trariam, do que nos reparos da Casa de D'us que se achava em ruínas. Por causa disto, alertou-lhes Ageu, muitos deles estavam sofrendo reveses financeiros.

Ag 1:3-6 “Veio, pois, a palavra do Senhor, pelo ministério do profeta Ageu, dizendo: É para vós tempo de habitardes nas vossas casas estucadas, e esta casa há de ficar deserta? Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos. Semeais muito e recolheis pouco; comeis, mas não vos fartais; bebeis, mas não vos saciais; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário recebe salário num saquitel furado.”

Coisa semelhante acontecia nos tempos do profeta Malaquias e, mais uma vez, D'us castigou seu povo por se recusar a trazer-lhe o dízimo.

Ml 3:9-12 “Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.
Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.
E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.
E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos.

(Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal, página 1.375)

Obs.: Os sacrifícios citados acima não são mais necessários para aquele que aceitou Yeshua o Ungido como único Senhor e Salvador de sua vida. Pois Ele se fez sacrifício para todo aquele que Nele crê não pereça mas tenha a vida eterna. Porém todo conteúdo restante é mandamento do D'us Eterno, Lei, e os últimos versículos desta postagem já dizem tudo. Graça e Paz da parte de Nosso Senhor e Salvador Yeshua o Ungido à todos!!!

3 comentários:

  1. DÍZIMO; É BÍBLICO, MAS,NÃO É EVANGÉLICO,

    Data Postagem 26/07/2010, Autoria: José Roberto Perez Monteiro

    O dízimo realmente é bíblico, existe pelo menos três passagens no velho testamento que induzem a, porém ele é Mosaico, ou seja, é pela lei, para os que estão debaixo dela circuncidados em seus corpos(prepúcio)...
    Porém não é evangélico, não é cristão, pois sê-lo é estar debaixo da graça, circuncidados em seus corações(alma)...
    Eu, sou evangélico, seguidor de Cristo; primeiro, pelos seus exemplos e ensinamentos(Ele nunca pagou o dízimo, mesmo estando debaixo da lei e sendo Judeu); segundo, pelo seu martírio sem necessidade e terceiro e mais importante, é a convicção, a certeza (talvez a fé que é dom de Deus), de que Jesus ressuscitou e está ao lado do Pai intercedendo por mim; salvo, porém pecador e necessitado do perdão e da graça do Pai...
    Se a pessoa dá o dízimo, ela está debaixo da lei mosaica, dessa forma a pessoa tem de cumprir toda a lei – coisa que é impossível...
    Se o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livre... eu sou livre em Cristo para viver pela graça dEle na minha vida através da minha fé nEle...pois a base do ensino de Jesus é a caridade, o amor, a gratidão... Se contribuo com uma congregação é por gratidão à Ele ter me tirado do reino das trevas e ter me levado para seu maravilhoso reino da luz, através dessa congregação. E partindo do princípio da gratidão; o que quero para mim também quero para o outro, por isso contribuo, e não por obrigação de uma lei imposta não a mim, mas aos Judeus que vivem por ela...
    Segue alguns textos que corroboram com o que eu digo, informo apenas os livros e versículos, e acrescento que estou indo mais a fundo nesse tema e em breve vou fortalecer melhor esse meu comentário de fé e determinação de cumprir as verdades do Senhor...
    João 16:8,9,10,11
    Romanos 3:27 à 31; 4:7 à 10; 7:1 e 6; 8:10
    2 Coríntios 3:6 à 18; 12:13,14
    Gálatas 2:16 à 21; todo o capt. 3 e 5; 6:2
    Filipenses 4:19
    Hebreus 3:3; 7:5,12; 8: 12,13; 9:12 à 28; 13:5,6 e 16, 20, 21
    Apocalipse 21:5 à 8
    Deuteronômio 14: 22 à 29
    Isaías 1:11 à 20; 10:1 à 4; 43:11,19; 44:24 à 28; capítulos 45, 49, 58
    Jeremias 17:10
    Ezequiel 34
    Oséias 6:6
    Joel 2: 12 à 32
    Miquéias 6:8
    Malaquias 1:1; 2:1,10,11; 3:3 à 7; 4:4
    Espero em breve incorporar mais textos para não ter dúvidas quanto a essa questão...
    Sejamos honestos e vivamos de forma grata, livres e não sobrecarregados por imposições que não deixam as pessoas entrarem no reino.
    Senhores, um dia suas palavras serão cobradas, se for verdade bom para vocês e ruim para mim, agora se não o for será muito ruim para os senhores pois muito sangue inocente estará em vossas mãos; já pensaram nisso? - Deus não se deixa escarnecer...

    ResponderExcluir
  2. Yeshua é a Graça do Eterno em nossas vidas. A Lei do D'us de Israel me dá qualidade de vida e a fé no Filho unigênito de D'us e o primogênito dos homens me dá a salvação que as obras da Lei não me dão, apenas me são imputado por justiça.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pelo seu blog!
    Deus te abençoe!
    Já estou curtindo sua page no face!
    Siga o meu blog:
    http://prjessepalma.blogspot.com
    Obrigado,
    Abraço.

    ResponderExcluir

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Graça e Paz!!!